segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

NATAL É DOAÇÃO E LUZ

Isaías: 9. 2. O povo que andava em trevas viu uma grande luz; e sobre os que habitavam na terra de profunda escuridão resplandeceu a luz. 6. Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o governo estará sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz. - Bíblia JFA Offline

Tudo começa com uma doação, "um filho se nos deu" (Isaías 9:2), "porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu Seu filho..." (João 3:16). O que seria de nós, alvo desta doação, se ela não ocorresse? O caos, desesperança, escuridão, seria a consequência.
Assim já vivia o mundo, mas havia inúmeras profecias e a esperança gerava uma expectativa nos que criam. Até que o mundo conheceu seu momento histórico, a solução foi experimentada, já não grassaríamos na perdição eterna.
A doação ocorre vivenciada na voluntariedade amorosa de um Deus em tornar-se humano, na atitude deste Deus em deixar-se tornar uma criança, limitada ao ventre de uma mulher desde um feto até ser um bebê perfeito, quando ocorre seus nascimento. Este é o Natal, este bebê-Deus estréia no mundo na forma humana e frágil de um bebezinho. O Universo explode em festa, os Céus comemoram em cantos e homens experimentam naquela noite o êxtase deste momento glorioso. O mundo nunca mais seria o mesmo, nasceu o Redentor, o único ser que poderia resgatar-nos de um desastre certo. Na pessoa de um menino, Deus humanizou-se para que nós, seres indignos, nos celestializássemos.
Esta doação foi a Luz que passou a brilhar na escuridão da humanidade, na verdade consequência de sua escolha em desobedecer a Deus, o pecado original. O homem experimenta esta luz, cujo brilho penetra em todos os recônditos das trevas humanas. Agora o que estava escondido revela-se e pode-se observar que sua aparência é tenebrosa, pois o Mal tem mal aspecto.
Passaram-se mais de 2000 anos e este momento ainda é e deve ser comemorado. Mas sua essência vem se perdendo, pois este Mal que gera escuridão resiste à Luz, mas ela persiste em iluminar todas as pessoas e todos os cantos da terra. Tentativas de substituir aquele menino-Deus por figuras e imagens humanas, descaracterizando o verdadeiro Natal, anda se faz notar. Mas nós alcançados pela Luz, que vivemos e experimentamos diariamente o Natal, devemos transmitir sua verdadeira mensagem, doação de um menino-Deus por um Deus, que quer nascer em todo coração.
Natal é doação. Façamos do nosso Natal um gesto de doação, a começar pela pessoa deste menino-Deus, passando por gestos de bondade e chegando a expressões de Amor. Doemos não o que nos sobra, mas aquilo que nos custou, aquilo que amamos, aos maltrapilhos que deambulam solitários no meio de uma multidão insensível. Doe e experimentarás a alegria genuína de fazê-lo.
Natal é Luz. Façamos neste Natal brilhar a Luz de Cristo nos corações em trevas, levemos a luz da esperança àqueles que vagueiam sem rumo pela estrada da vida, levemos a luz de um sorriso solidário aos desfavorecidos da sorte, levemos a luz gerada por um abraço sensível à dor àqueles que choram desconsolados.
Natal é doação e Luz e fomos os beneficiados por conta de um Amor incompreensível e incomensurável.
Natal é doação e Luz, doemos e iluminemos, sem explicações, sem lógica, incondicionalmente.
Este sim é o verdadeiro Natal.
Agora posso te desejar um FELIZ NATAL.

SCM

20/12/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário